13° Livro: Queria ver você feliz. - O mundo da Tutty

terça-feira, 29 de março de 2016

13° Livro: Queria ver você feliz.


Titulo: Queria ver você feliz
Ano: 2014
Editora: Intrínseca
Páginas: 160
Classificação: Biografia


Sinopse do livro: HÁ QUEM O CHAME de Eros, Kama, Philea ou Ahava. O Amor, esse personagem mítico, desempenha o papel de narrador na história real do casal Caio e Maria Augusta, pais da autora Adriana Falcão. O Amor se descreve como perfeccionista e obcecado pelos detalhes, nada que o impeça de ser um bocado descuidado com as consequências dos sentimentos que provoca com suas flechas.
Assim, com uma linguagem poética e ao mesmo tempo muito bem-humorada, Adriana revela para seus leitores aquilo que poderia ser descrito como uma história trágica protagonizada por dois personagens atormentados por seus demônios. Apaixonados, Caio e Maria Augusta se casam no Rio de Janeiro da década de 1950 e têm três filhas. Todo o sentimento que eles compartilham não impede que a personalidade exuberante de Maria Augusta se torne mais obsessiva e asfixiante com o passar do tempo, apesar dos medicamentos e dos tratamentos psiquiátricos. Caio, por sua vez, aprofunda uma melancolia que existia nele desde a adolescência, e que culmina nos anos 1970 em tentativas de suicídio.
Mais do que uma história com um final dramático, trata-se de memórias afetivas que alternam momentos de intensa felicidade e outros tantos de dor, como acontece nas melhores famílias.


" O fato é que eu poderia contar qualquer história de amor, mas e hoje minha memória anda às voltas com esta, de Caio e Maria Augusta, culpo quem abriu um certo baú florido onde estavam guardados cartões, bilhetes, retratos e cartas."


Minha opinião: Minha primeira opinião com esse livro era de que ele seria péssimo, daqueles livros com escrita antiga que contam a história de toda uma geração, deduzi isso pela capa! Quer erro meu!
De inicio achei tudo meio confuso, e só aos poucos descobrir que a história era contada pelo olhos do amor. Qual história não fica perfeita, aos olhos do amor?! Pois é...toda a minha ideia do livro começou a desmoronar por ai. Um dos melhores romances que li na vida, e que por Deus, como eu imaginava que era bom aquela década para se ter um relacionamento.
O livro conta a história de amor de Maria Augusta e Caio, nos início dos anos 40, quando ambos ainda eram muito meninos, até o final da vida dos dois, com todo melodrama, drama, sucesso e derrota que todo romance merece e ao final da história três filhas. Maria Augusta foi uma mulher completamente apaixonada por Caio desde que trocaram olhares na Fonte da Saudade, no bairro carioca da Lagoa, no final dos anos de 1940. Assumidamente arrogante e bem humorado, o Amor analisa a história com todos seus acertos e tropeços, e com distanciamento, mesmo quando não estavam juntos passavam a se corresponder por cartas, o que tornou tudo ainda mais romântico (ah..os tempos de cartas!), era que o livro ainda continha as cartas que os dois trocavam durante todo o relacionamento, o que transparecia mais amor do que a história poderia ter. Além das cartas, o livro contem fotos do casal e das filhas. O melhor ainda estava por vir, o relacionamento não era apenas flores, todo casal tem lá seus perrengues,e isso veio de sobra no relacionamento desses dois. Mesmo que ambos fossem apaixonados um pelo outro e isso fosse nítido a eles, Maria Augusta  ainda depois de várias crises, foi internada no sanatório para tratamento, o que deixa os dois mais descabidos longe um do outro. Mas nada me emocionou tanto, nunca chorei tanto, quanto ao suicídio de Caio. Um dos melhores livros que já li até hoje! Ainda me comovi mais, quando fui procurar saber mais sobre o livro na internet e caiu a ficha de que realmente era uma hist´roia verdadeira, e comecei a querer saber mais dessa história tão linda! Entrou para o top 5!

Querem ver alguma resenha em especial? O que vocês acharam do livro? As frases do livro estão (aqui!)
Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário