Sobre a autora: Martha Medeiros - O mundo da Tutty

quinta-feira, 24 de março de 2016

Sobre a autora: Martha Medeiros


Martha Medeiros nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em 20 de agosto de 1961. Estudou no colégio Nossa Senhora do Bom Conselho, formou em Comunicação Social em 1982 na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. É escritora, jornalista e cronista brasileira e também colaboradora do jornal Zero Hora e da revista Época.
Martha Medeiros fez carreira na área de publicidade e propaganda, trabalhando nessa profissão em diversas agências de propaganda, em setores de criação e de redação. Pulicou seus primeiros livros de poesia, “Strip Tease” (1985), “Meia Noite e um Quarto” (1987) e “Persona Non Grata” (1991).
Em 1993, foi morar no Chile porque seu marido recebeu uma proposta de trabalho lá e decidiu que uma mudança de país seria uma ótima oportunidade para dar um tempo na profissão, abandonou a carreira publicitária para se dedicar à poesia. Ficou naquele país por nove meses.
Em seguida publicou: “De Cara Lavada” (1995), “Geração Bivolt” (1995), “Santiago do Chile” (1996), “Topless” (1997) e “Trem Bala” (1997) que fez grande sucesso e foi adaptado para o teatro.
Como jornalista, Martha Medeiros escreve crônicas para o jornal Zero Hora, onde possui uma coluna no segundo caderno. Também colabora para a revista Época.
Entre outros trabalhos, publicou: “Divã”, (2002) romance que originou um filme e uma série de TV, estrelado pela atriz Lília Cabral, “Coisas da Vida” (2003), “Selma e Sinatra” (2005), “Tudo Que Eu Queria Te Dizer” (2007), “Doidas e Santas” (2008), “Fora de Mim” (2010), “Noite em Claro” (2012), “Um Lugar na Janela” (2012) e “A Graça da Coisa” (2013).


Como poeta, publicou os seguintes livros: Strip Tease(Brasiliense, 1985), Meia-Noite e Um Quarto (L&PM, 1987) Persona Non Grata (L&PM, 1991), De Cara Lavada (L&PM, 1995), Poesia Reunida (L&PM, 1999) e Cartas Extraviadas e Outros Poemas (L&PM, 2001). Em maio de 1995 lançou seu primeiro livro de crônicas, Geração Bivolt (Artes & Ofícios), onde reuniu artigos publicados em Zero Hora e textos inéditos. Em 1996 lançou o guia Santiago do Chile e Topless (L&PM, 1997).

É autora dos best-sellers Trem-Bala, Doidas e santas e Feliz por nada. Seu romance Divã, lançado pela editora Objetiva, já vendeu mais de 50.000 exemplares e também virou peça de teatro, com Lilia Cabral no papel principal. Martha ainda escreveu um livro infantil chamado Esquisita Como Eu, pela editora Projeto, e o livro de ficção Selma e Sinatra. É colunista dos jornais Zero Hora e O Globo, além de colaborar para outras publicações. 
Já tem resenha do livro "Um lugar na janela" aqui no blog! (Clique aqui!)
Resenha do livro " Feliz por nada" (Clique aqui!)
" A graça da coisa " (Clique aqui!)
Por hoje é só! Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário