Frases do livro: A graça da coisa - O mundo da Tutty

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Frases do livro: A graça da coisa


" Ás vezes o músculo está distendido, espichado, no limite, há um único nervo, que nos mantém presos, a algo que não nos serve mais, porém ainda nos pertence. Fazer o talho machuca. Dói de dar vertigem, de fazer desmaiar. E dói mais ainda porque se sabe que é irreversível. A partir dali, a vida recomeçara, com uma ausência. "

" Sentir mais, arriscar mais."

" A gente procura esquecer para poder ir adiante, mas que especie de caminho trilhamos quando não enfrentamos a verdade? "

" A gente é a soma das nossas decisões" 

"Crescer é tomar decisões e depois conviver em paz com a dúvida" 

"Ao entender que é normal morrer várias vezes numa única existência, perdemos o medo e finalmente crescemos"

" Provocar reações físicas, despertar os ânimos, desafiar o silencio. Acordar."

" O amor adora se fazer de difícil"

" Mas, ainda que eu pareça obsoleta, ainda acredito que se sentir amada é o que nos sustenta de fato."

" Que a primeira metade da vida é muito boa, mas da metade pro fim pode ser ainda melhor, se a gente aprendeu alguma coisa com os tropeços lá do início [...] No meio, a gente descobre que sofremos mais com as coisas que imaginamos que estejam acontecendo do que com as que acontecem de fato. Que amar é lapidação, e não destruição. Que certos riscos compensam – o difícil é saber previamente quais. Que subir na vida é algo para se fazer sem pressa.
Que é preciso dar uma colher de chá para o acaso. Que tudo que é muito rápido pode ser bem frustrante.[...] Que a vontade é quase sempre mais forte que a razão. Quase? Ora, é sempre mais forte.
No meio, a gente descobre que reconhecer um problema é o primeiro passo para resolvê-lo. Que é muito narcisista ficar se consumindo consigo próprio. Que todas as escolhas geram dúvida, todas. Que depois de lutar pelo direito de ser diferente, chega a bendita hora de se permitir a indiferença. Que adultos se divertem muito mais do que os adolescentes. Que uma perda, qualquer perda, é um aperitivo da morte – mas não é a morte, que essa só acontece no fim, e ainda estamos falando do meio. "[...]No meio, a gente descobre que fazer a coisa certa é sempre um ato revolucionário. Que é mais produtivo agir do que reagir. Que a vida não oferece opção: ou você segue, ou você segue. Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais. Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda, esse meio todo.

"A maior sacanagem do mundo é não dar amor a quem não espera outra coisa. Um filho não espera outra coisa dos pais. A maior bênção do mundo é receber amor de quem a gente menos espera. E esse amor pode vir de qualquer um." 

"O fato de sermos experientes, vividos, maduros e bem resolvidos não cria em nós uma blindagem contra os sentimentos. Ao menos, não diante de perdas tão significativas. "

" Perder a mãe, nos leva, a todos, de volta aos 10 anos de idade."

"Conscientize-se de que sua inteligência é superior às suas medidas, que ser magrinha não atrai amor instantâneo, que sua personalidade é um cartão de visitas, que a felicidade é a melhor maquiagem, que ser leve é que emagrece. "

" E lá vai você rolando para dentro do pires, se afogando numa pocinha de nada"

" A paixão é mentir tudo que você não é. O amor é começar a dizer a verdade"

"A paixão é para todos, o amor é para poucos. Paixão é estágio, amor é profissionalização. Paixão é para ser sentida; o amor, além de sentido precisa ser pensado"

" A paixão não dura, só o amor pode ser eterno"

" Afinal, o que se constrói durante aquele frenesi do inicio. Uma estrutura sólida ou um castelo de areia?"

" O amor requer um mínimo de consistência, senão o castelo vem abaixo."

" O nada é o silêncio. O nada é o sentimento pelo sentimento. O nada é a contemplação da natureza. O nada é paz. Essa paz que tanto desejamos, sem saber o que fazer com ela quando alcançamos."

" Aprendi que toda escolha requer ousadia" .

" Sentimentos não são regidos por megabytes por segundo, não se vinculam a relógios, não obedecem as leis objetivas- é o curso da natureza que manda."

" Diante da dor emocional, só há uma ordem a respeitar: paciência. De nada adianta inventar alegrias fajutas e se oferecer para a cobiça do mundo sem antes estar com a alma serenada e forte. É preciso saber esperar, do contrário a gente se atrapalha e só reforça a miséria existencial que preenche as madrugadas."

" O amor prefere se aproximar dos distraídos"

" Onde foram parar as outras partes de nós que compõem o todo?"

"Viajar é sair em busca dos nossos pedaços para integralizar o que costuma ficar incompleto no dia a dia"

" O definitivo sinal de que o fim não era uma ilusão"

" Um amor deve servir de trampolim para nossos saltos ornamentais, não para provocar escorregões e vexames"

" O amor que nos serve e que nos faz evoluir é aquele que traz á tona a nossa melhor versão."

" Ter uma vida interessante depende apenas do olhar amoroso que lançamos sobre nossa própria historia. "

" Os ignorantes tem medo do desconhecido"

" Insistir nas próprias convicções é um perigo. A certeza nem sempre é amiga da sanidade"

"Invisível para os outros, visível para si mesmo." 

" Olhar profundamente para dentro e enxergar o que ninguém mais consegue ver" .

" O apego é a causa de todas as nossas dores emocionais" .

"Deixar de esperar é uma libertação."

" Como é difícil admitir um pecado e partir para outra"

"Admitir um fracasso não é o fim do mundo"

"Porque as pessoas rejeitam aquilo que é simples, fácil e comum? ".

"Ser objetivo e dizer a verdade, em vez de fazer misteriozinhos que só travam a comunicação. Tratar bem as pessoas, dando-lhes crédito, em vez de brigar á toa. Saber pedir desculpas, esclarecer mal-entendidos e limpar o caminho para o convívio, ao invés de morrer abracado ao próprio orgulho."

" O que o tempo garimpa em nós? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário