Minha história sobre o patins - O mundo da Tutty

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Minha história sobre o patins

Na minha infância (que ás vezes acho que isso não passou,rs.) teve a febre do patins, tooooooooodooooooo mundo tinha um patins, então minha família resolveu dar para todo mundo junto os mesmos presentes, PATINS!
Logo nossos fins de semana juntava todos os meus primos e primas, irmão e todo resto para andar de patins na rua. Eu cuidava muito bem do meu patins, mas meu irmão não. Então o de meu irmão estragou bem rápido, e minha mãe usando sua super inteligência jogou fora o patins do meu irmão e o meu também! Pode issssssooooo?
Passei o resto dos anos lembrando desse fato, porque eu realmente amava andar de patins. Então com esse novo surto de patins resolvi comprar um e voltar a andar. Mais ainda não estou satisfeita e vou contar a vocês o motivo!

Este é o meu patins atual:

História dos patins: 
O patins inline foi inventado nos Estados Unidos na década de 1980, por dois irmãos que jogavam hóquei no gelo. Visionários, eles patentearam o equipamento, investiram forte e fundaram uma empresa milionária conhecida como RollerBlade.

O Stylo "aggressive inline" teve seu grande crescimento devido a produção de um filme de longa duração: Dare to Air, feito para galera que estava iniciando o esporte e que apesar da produção praticamente amadora, o filme conseguiu passar a idéia de como seria o futuro do patins inline, mostrando assim as habilidades de manobras com grau de dificuldades bastante elevados para aquela época. Em seguida foi lançado o filme "The Hoax" com imagens de manobras ainda mais radicais, contribuindo assim para o desenvolvimento dos praticantes do aggressive inline.

Outro marco histórico que fidelizou a disseminação do patins inline no mundo foi a participação nos X-games em 1995, naquela época o evento era conhecido pela postura underground e devido a falta de incentivos envolvia realmente apenas os amantes dos esportes radicais. Incluso o Aggressive Inline no evento o X-games tornou-se estrondoso, contagiando assim a nação norte-americana e conquistando novos adeptos em todo mundo.

Alguns modelos de patins:


Fitness/Recreação


São os modelos mais básicos e mais baratos para patinação, adequados para iniciantes e pessoas que querem passear em parques ou fazer exercícios físicos para perder uns quilinhos e enrijecer a perna. Sua bota é geralmente feita em tecido, como um tênis, o que proporciona maior conforto durante seu uso. A base geralmente é em PVC, alguns modelos possuem base em alumínio o que oferece maior durabilidade.




                                                      

  Freestyle
Talvez o modelo mais comercializado, por permitir uma variedade de usos, ele é resistente a giros, contorções e saltos, pode ser composto de rodas de 72mm indicadas para slalom até 84mm se preferir mais velocidade, sua bota pode ser rígida ou em tecido o tornando mais confortável. A base em alumínio é totalmente ajustável, permitindo alinhar as rodas de acordo com sua pisada, garantindo 100% de segurança nas manobras.






Quad

Modelo anterior a criação do inline, pode ser com bota de cano baixo ou alto. Muito usado em patinação artística, que envolve dança e por praticantes de Rollerderby, modalidade em que se caracteriza por ser de alto contanto. A maioria dos times são femininos e é praticado com patins de rodas paralelas sobre uma pista oval em uma espécie de corrida.



O problema agora foi exatamente esse, conheci o patins quad e toda a frufru dele, e me apaixonei! Não só porque achei ele mais confortável, mas é melhor para andar, é meu tipo de patins. Porém ele é quase 3x mais caro que o patins fitness que comprei. Entrei num grupo de patinação da minha cidade e vou começar as aulas para relembrar tudo que eu sabia. Então logo, logo terá vários videos lá no insta sobre as aulas, tem aulas em vários horários e lugares, desde quadras a ruas.

Mas posso babar agora pelos patins quad?











Alguém quer me dar um patins Quad? kkkk

Alguns vídeos:





Nenhum comentário:

Postar um comentário