33° Livro: Veronika decide morrer - O mundo da Tutty

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

33° Livro: Veronika decide morrer


Titulo: Veronika decide morrer
Autora: Paulo Coelho
Ano: 2014
Editora: Sextante
Páginas: 208
Classificação: Romance Brasileiro
Frases do livro

Sinopse do fundo: “Quando conseguiu quase tudo o que desejava na vida, chegou à conclusão de que a sua existência não tinha sentido, porque todos os dias eram iguais. E decidira morrer.”
Aos 24 anos, a eslovena Veronika parece ter tudo: juventude e beleza, pretendentes, uma família amorosa e um emprego gratificante. Mas num dia frio de novembro, ela toma um punhado de remédios para dormir com a intenção de nunca mais acordar.
Só que ela acorda – e no Sanatório de Villete, o lugar de onde ninguém jamais havia fugido. Logo fica sabendo que só teria alguns dias de vida, e isso lhe desperta emoções até então desconhecidas.
Inspirado em experiências próprias, Paulo Coelho escreveu Veronika decide morrer para questionar o significado da loucura e celebrar os indivíduos que não se encaixam nos padrões do que a sociedade considera “normal”.
Ousado e esclarecedor, este romance de redenção faz um retrato tocante daqueles que estão na fronteira entre vida e morte, sanidade e loucura, felicidade e desespero, transmitindo a mensagem poética de que cada dia é um verdadeiro milagre.

Sinopse da orelha: “Quando entrei aqui era uma mulher deprimida. Hoje sou uma mulher louca e tenho muito orgulho disso. Lá fora, me comportarei como os outros. Farei compras no supermercado, conversarei trivialidades com as amigas, perderei algum tempo importante diante da televisão. Mas sei que minha alma está livre e posso sonhar e conversar com outros mundos que, antes de entrar aqui, nem sonhava que existiam.
Vou me permitir fazer algumas bobagens, só para que as pessoas digam: ela saiu de Villete! Mas sei que minha alma estará completa, porque minha vida tem um sentido. Quando alguém me aborrecer muito, eu direi alguma barbaridade e não vou me incomodar com o que pensam.
Vou olhar os homens na rua dentro de seus olhos, sem vergonha de me sentir desejada. Mas, logo depois, comprarei os melhores vinhos e farei meu marido beber junto comigo, porque quero rir com ele, a quem tanto amo.
As pessoas vão dizer: ela saiu de Villete e está enlouquecendo o marido! E ele entenderá que as pessoas têm razão e dará graças a Deus porque o nosso casamento está começando agora e nós somos loucos, como são loucos os que inventaram o amor.”


Minha opinião: Por favor não leiam esse livro! Certeza de uma leve depressão! Mas se começar vá até o fim.  Veronika é uma mulher jovem, de 24 anos, que vive e trabalha na biblioteca de um convento de freiras, tem uma vida tranquila, e o fato de ter sempre " uma rotina", a deixa irritada. Ela decide se matar no dia 11 de novembro de 1997, no quarto alugado lá mesmo, e então pega um punhado de comprimidos e resolve tomá-los um a um. Nesse meio tempo ela escreveu uma carta, folheou revistas e depois só se lembra de ter acordado em Villete, o sanatório. Lá ela conhece Zedka, Eduard, e alguns outros personagens, e o livro deixa de ser só a história de Veronika e se torna a história de milhares de pessoas que adquirem doenças psicológicas.
Villete  "hospeda e trata pessoas com vários transtornos, assim como aquelas que já receberam alta, mas que por alguns motivos citados no livro, eles preferiram continuar lá, formando um grupo chamado " A fraternidade".
Veronika e informada pelo Dr. Igor que a mesma tem poucos dias de vida, mesmo sabendo que isso podia não ser verdade. Porém depois de um temo essa noticia fez com que Veronika reconsiderasse a vida, e criasse forças para continuar lutando por ela. Veronika cai do céu nas mão do Doutor, que virá uma " cobaia" na mão do Dr. Igor sem saber, enquanto ele escreve mais um de seus estudos, atráves dos medicamentos que ele utiliza em Veronika.
Entre os outros pacientes de Villete, estava Eduard, um jovem que sofre de Esquizofrenia, por quem ela se apaixona. E acaba ajudando Eduard a se curar, e nessa história triste, acaba acontecendo uma história linda entre os dois.
Outra personagem é Mari, uma já senhora de idade que se internou para curar-se da síndrome do pânico, mas que, mesmo após curada, permaneceu em Villete pelo fato de a vida ali ser mais fácil.
No fim tudo faz muito mais sentido, porque ele explica o porque da história e dos personagens. A história é uma lição não só sobre as doenças psicológicas, mas sobre a vida. É baseado na própria historia do Paulo Coelho.
Mais um livro de Paulo Coelho que saiu encantada. Sempre amei seus livros, por ter um modo fácil de leitura, mas com uma história complexa e que no fim nos faz refletir sobre as coisas da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário