Frases: O evangelho segundo o espiritismo - O mundo da Tutty

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Frases: O evangelho segundo o espiritismo


" O verdadeiro sábio, pois, deve, de alguma sorte, isolar a alma do corpo, para ver com os olhos do Espírito. É o que ensina o espiritismo."

" Livres da loucura do corpo, então conversaremos, é de esperar-se, com homens igualmente livres e conheceremos por nós mesmos a essência das coisas."

" A reencarnação num corpo material é uma consequência da impureza da alma, enquanto que as almas purificadas estão livres dela."

" Deus não se comunica com os homens senão por intermédio dos Espíritos puros encarregados de transmitirem suas vontades; que os Espíritos se comunicam com eles durante a vigília e durante o sono."

" De duas coisas uma: ou a morte é uma destruição absoluta, ou ela é a passagem de uma alma para um outro lugar. Se tudo deve se exterminar, a morte será como uma dessas raras noites que passamos sem sonho e sem nenhuma consciência de nós mesmos. Mas se a morte não é se não uma mudança da morada, a passagem para um lugar onde os mortos devem se reunir, que felicidade nele reencontrar aqueles a quem se conheceu."

"Segundo Sócrates, os homens que viveram sobre a terra, se reencontram depois da morte e se reconhecem. O espiritismo no-lo mostra continuando as relações que tiveram, de tal sorte que a morte não é nem uma interrupção,  nem uma cessação da vida, mas uma transformação, sem solução de continuidade."

" A riqueza é um grande perigo. Todo homem que ama riqueza não ama nem a si, nem o que está em si, mas a uma coisa que lhe é ainda mais estranha que aquela que está em si."

" O Espiritismo é mais explicito; ele diz que aquele que possui a virtude a adquire por seus esforços em existências sucessivas, em se despojando, pouco a pouco, das suas imperfeições."

" A morte nada mais tem de apavorante, e não é mais a porta do nada, mas a liberação que abre, ao exilado, a entrada de uma morada de felicidade e paz. Sabendo que está em um lugar temporário, e não definitivo, recebe as inquietações da vida com mais indiferença, e disso resulta, para ele, uma calma de espírito que lhe atenua a amargura."

" Aquele que se identifica com a vida futura é semelhante a um homem rico que perde uma pequena soma sem com isso se perturbar; aquele que concentra seus pensamentos sobre a vida terrestre é como um homem pobre que perde tudo o que possui e se desespera."


" O homem deixa a terra por mundos mais felizes, quando está curado das suas enfermidades morais."

" O corpo nada tem da materialidade terrestre, e não está, por conseguinte, sujeito nem às necessidades, nem às doenças, nem às deteriorações que engendram a predominância da matéria; os sentidos, mais delicados, têm percepções que a grosseria dos órgãos sufoca neste mundo; a leveza específica dos corpos torna a locomoção rápida e fácil; em lugar de se arrastar penosamente sobre o solo, ele desliza, por assim dizer, na superfície, ou plana na atmosfera sem outro esforço senão o da vontade, à maneira pela qual se representam os anjos, ou pela qual os Antigos imaginavam os manes nos Campos Elíseos. Os homens conservam, à vontade, os traços de suas migrações passadas e aparecem aos seus amigos tal como os conheceram, mas iluminados por uma luz divina, transfigurados pelas impressões interiores, que são sempre elevadas. Em lugar de rostos pálidos, devastados pelos sofrimentos e pelas paixões, a inteligência e a vida irradiam esse clarão que os pintores traduziram pelo nimbo ou auréola dos santos."

" porque o espírita, melhor que qualquer outro, deve compreender a extensão infinita da bondade de Deus. O espírita deve pensar que sua vida inteira deve ser um ato de amor e de devotamento; que o quer que se possa fazer para contrariar as decisões do Senhor, sua justiça seguirá seu curso. Ele pode então, sem medo, fazer todos seus esforços para adoçar a amargura da expiação, mas é só Deus que pode detê-la ou prolongá-la segundo julgue necessário."



Nenhum comentário:

Postar um comentário