45° Livro: Laços de amor eterno - O mundo da Tutty

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

45° Livro: Laços de amor eterno


Titulo: Laços de amor eterno
Ano: 2012
Editora: Sextante
Páginas: 206
Classificação: Espiritismo

Sinopse do livro: Perder um filho é a experiência mais devastadora pela qual um ser humano pode passar. A dor parece interminável e muitas vezes a vida perde o sentido. Desesperados, perguntamos a Deus por que Ele foi capaz de tirar a vida de uma criança inocente.
Em seu livro mais comovente, o renomado médium James Van Praagh lança uma luz transformadora sobre os planos que estão por trás da morte de um ente querido e revela a trajetória das almas na volta para seu lar no céu.
Laços de amor eterno nos ajuda a transpor o vão que separa o mundo material do espiritual e apresenta histórias inspiradoras de pessoas que conseguiram transformar a dor da perda em crescimento pessoal e espiritual ao se livrarem da culpa e praticarem o perdão.
Tendo se dedicado nos últimos 30 anos a ajudar as pessoas a entrar em contato com entes queridos que já se foram, Van Praagh busca agora minimizar a dor de quem enfrenta a tragédia da morte de um filho, tenha ela sido causada por doença, acidente, assassinato, desastres naturais ou suicídio.
Este livro vai responder a seus questionamentos mais profundos sobre o porquê de vidas tão promissoras serem precocemente interrompidas. Mais do que isso, ele revela que os laços de amor que unem pais e filhos são criados na eternidade e nem mesmo a morte é capaz de destruí-los.

Sinopse da orelha do livro: “Tendo como base minha experiência, eu diria que nenhuma criança morre antes da hora. Quando uma alma cumpre seu papel na vida, seu corpo físico morre. Do ponto de vista espiritual, não existem acidentes.” - James Van Praagh
O sentimento de luto por um filho é uma dor inimaginável. É algo para o qual ninguém está preparado. Porém, por mais que o sofrimento seja desesperador e paralisante, é preciso seguir em frente e continuar vivendo. Mas como fazer isso? Como lidar com a sensação de impotência e a saudade? Como não culpar o cônjuge, Deus ou a nós mesmos? Como acreditar que a perda não é uma punição por termos sido pais negligentes?
Neste livro, você vai se deparar com as mais diversas situações vividas por pais que perderam seus filhos. Muitos pensaram em se matar, se entregaram às drogas ou ao álcool, perderam a alegria de viver. Mas há também aqueles que conseguiram dar a volta por cima e transformar a tragédia em algo positivo para si mesmo ou para a sociedade.
Ao perder um filho, raramente alguém consegue entender por que isso aconteceu. No entanto, as mortes abruptas ou chocantes nada mais são do que um pacto entre almas que precisam se ajudar mutuamente. Talvez o objetivo da morte trágica de uma criança seja ensinar à alma dos pais lições sobre o perdão.


Minha opinião: Ainda seguindo uma mesma linha de seus livros (Assuntos pendentes - Espíritos entre nós - Muitas vidas, muitos mestres) , falando sobre a perda, morte e vida, reencarnação e sentimentos, o livro Laços de amor eterno não fica diferente, muda-se um pouco o tema, mas as relações ainda são as mesmas de quem já leu outros livros do autor. O objetivo desse livro e explicar os sentimentos de pais que perdem seus filhos. Como fica a relação da família, como continuar a vida, o que os pais pensam após a tragedia, e o que o autor tenta fazer por todos esses familiares que o procuram seja no livro ou em apresentações.
O livro apresenta formas de meditações e relaxamento para que esses pais consigam entrar em contato com seu ente perdido, formas de conversar com aqueles que já se foram, até em formas de cartas. Logo depois ele mostra cartas daqueles familiares que já tentaram tal experiência e deu certo, mostrando logo após a resposta daqueles que já se foram.
Como todo objetivo do livro de James, ele sempre tenta nos mostrar que aqueles que morreram aqui na terra, cumpriram sua missão dessa vida, tinha que acontecer daquele jeito. Que na verdade eles apenas morreram em corpo, aquele que velamos em cemitério, mas que sua alma está mais que viva, está sempre ao lado daqueles que amam, mostrando sinais que as vezes não enxergamos e que por fim eles só querem que continuemos a vida e possamos ser felizes. Dos quatro livros de James que já li esse é que tem o tema mais diferente, porque ele foca mais nos pais, de que em toda a família, ou conto de casos pessoais.

E vocês já conhecem o autor? Já leram algum livro dele?

Nenhum comentário:

Postar um comentário