47° Livro: Não se enrola, não. - O mundo da Tutty

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

47° Livro: Não se enrola, não.


Titulo: Não se enrola, não
Ano: 2016
Editora: Sextante
Páginas: 224
Classificação: Autoajuda, juvenil

Sinopse da orelha livro: A vida de Isabela dá uma completa reviravolta depois do sucesso de seu blog, Garota em Preto e Branco. Decidida a perseguir seus sonhos, ela abandona o curso de direito, deixa a casa dos pais, em Juiz de Fora (MG), e se muda para São Paulo tão logo conquista um emprego numa badalada revista on-line. Enquanto se adapta aos novos tempos numa quitinete no Baixo Augusta, Isabela escreve seu primeiro livro.Seria perfeito se no apartamento em frente não morasse o envolvente Pedro Miller e os dois não se embolassem regularmente sob o mesmo lençol. Não, não é namoro. Não, não é apenas amizade. É algo muito mais enrolado, um relacionamento sem um nome definido. Um “isso”, como diz a personagem. Embora não tenha coragem de confessar seus sentimentos, Isabela sabe que está perdidamente apaixonada pelo seu melhor amigo.
Após Não se apega, não e a sequência, Não se iluda, não, Isabela Freitas mostra neste Não se enrola, não os primeiros passos de seus personagens na vida adulta, com toda a independência e as responsabilidades que ela proporciona.


Sinopse do livro: Enrolar-se: pensar de um jeito e fazer exatamente o contrário. Não sei por que a gente se enrola tanto. Diz o que não quer, não diz o que deveria e, quando se dá conta, está ocasionalmente enfiando a língua na boca de alguém, sem saber ao certo que relacionamento é esse.
Convenhamos, meu cupido só pode ser surdo. Tudo que pedi foi um amor fofo. Um amor coloridinho. Mas ninguém me disse que EU é que teria que colorir, né? Sinceramente, esperava bem mais desse tal de amor. 


Minha opinião: Já começo assim: Que final é esse Isa? Santo Deus, meu queixo caiu! Mas e agora como fica a continuação do próximo livro que a Isa disse estar escrevendo? Comecei o livro querendo já saber se dessa vez tudo ia dar certo! Será que dessa vez a Isa e o Pedro ficariam juntos?
O livro já começa os dois melhores amigos "juntos", na verdade uma amizade colorida. Morando juntos em São Paulo, em apartamentos ao lado um do outro, mas parecendo que moram juntos. A pior parte é que nenhum dos dois sabe o que fazer para que o relacionamento tome um passo maior. A Isa quer parecer descolada para o Pedro, mostrando que sabe lidar com uma amizade com benefícios, ela não pode contar ao Pedro porque ele não acredita no amor, já o Pedro, parece gostar muito mais que amigo da Isa, mas tem medo que tudo isso possa estragar e eles nem serem amigos, e toda a trama gira em torno do medo. Passei a história toda pedindo para aparecer um Pedro Miller em minha vida, porque apesar dele não dá uma dentro, o Pê chega a ser tão carismáticamente romântico que ele reveste tudo e a Isa fica com cara de bobona sem saber como agir. Além dessa paixão sem fim pelo Pê e toda a enrolação, a Isa tenta escrever o livro, se dá bem no trabalho, e abstrair a saudade de todas as pessoas que ela deixou na sua cidade. Chorei litroooooos no livro, quando o avô de Isa morre, todos sabem que essas histórias de perdas me comovem por causa do meu pai. (ainda fico triste quando lembro). E o final? Não poderia ser melhor! Mais uma vez a Isa fechou com chave de ouro um dos seus livros. Deixando todos os seus fãs mais apaixonados pelos personagens e a história. Não podia deixar de agradecer não só a Isa pelo deslumbrante livro, mas a Intrínseca pela capa mais uma vez esplêndida, pela edição das frases nos meios dos capítulos. Mais uma vez perfeito. E por ter me enviado o livro! Muito Obrigado! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário