49° Livro: Bilionários por acaso: A criação do Facebook - O mundo da Tutty

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

49° Livro: Bilionários por acaso: A criação do Facebook


Titulo: Bilionários por acaso: A criação do Facebook
Autor: Ben Mezrich
Ano: 2010
Editora: Intrínseca
Páginas: 232
Classificação: Biografia

Sinopse do livro: BILIONÁRIOS POR ACASO É UM RELATO IMPRESSIONANTE DOS BASTIDORES DE uma história sobre ganhar dinheiro e perder a inocência, mas também sobre como uma empresa que foi criada para juntar as pessoas separou dois amigos. Em 2003, o brasileiro Eduardo Saverin e o americano Mark Zuckerberg, bons alunos de Harvard e melhores amigos, procuravam uma forma de se destacar numa universidade ultracompetitiva. Em mais de uma noite solitária, Mark invade o servidor do campus para realizar a proeza que provocaria uma pane no sistema da instituição. Quase foi expulso, mas o episódio o inspirou a criar o Facebook - o site de relacionamentos que revolucionou a maneira como as pessoas se comunicam em todo o mundo.
Financiada por Eduardo, a pequena start-up decolou do alojamento estudantil para o Vale do Silício. Mas as ideias divergentes sobre o futuro do Facebook puseram à prova aquela amizade, que se transformou numa guerra em todos os sentidos. O entusiasmo e a energia dos tempos de universidade, que marcaram a parceria, logo se tornaram presas do mundo adulto dos sócios das venture capitals, dos advogados e do big money. 

" Dois segundos. É a diferença entre ser um campeão e ser esquecido, entre gravar seu nome numa placa, num troféu e numa parede ou ir para casa de mãos abanando, com uma simples menção honrosa e algumas lembranças. Dois segundos."                                                                                            

Minha opinião: É um livro extremamente interessante, mais não faz o meu tipo de livro! Para aqueles que querem conhecer o inicio do Facebook, é uma história bem cômica. Os primeiros capítulos é bem chatinho, mais logo depois melhora, então não desista! Uma das coisas que gostei do livro foi o detalhamento da história, dos momentos e personagens!Um fator que não gostei e que acabei achando alguns erros de português.
Bom Mark era só mais um nerd invisível na universidade até "terminar o namoro" em uma noite, ele encher a cara de cerveja e invadir os bancos de dados de fotos das irmandades para criar um site em que as pessoas deveriam escolher quem era a mais bela e escrever barbaridades em seu blog! Por isso Mark foi expulso. Alguns dias depois de todo o noticiário os gêmeos Winklevoss chamaram Mark para trabalhar em um site que eles queriam por no ar, sabiam da inteligência e agilidade do garoto. Porém Mark meio que passou a perna neles, melhorou a ideia e criou o The Facebook, junto com Eduardo, seu melhor amigo, quem entrou na empreitada como administrador financeiro, investindo de inicio mil reais. Em pouco tempo o Facebook virou sucesso e Mark e Eduardo resolveram romper as paredes de Harvard e expandir o site para outras universidades.
Mark que já não tinha muita coisa para fazer da vida, enfiou a cara no projeto, e Eduardo mesmo sabendo do sucesso do site, não queria largar a universidade e se dividia nas duas coisas, o que ás vezes incomodava o Mark.
Tudo ia muito bem até a paranóica da namorada de Eduardo marcar uma reunião para os dois conhecerem Sean Parker (um dos criadores do Napster). Eduardo não foi com a cara dele, mas Mark saiu de lá fã de Sean. Logo depois dessa reunião tudo começou a desandar para Eduardo, mas que ele só viria a perceber bem depois.
Ao fim, Sean transforma o Facebook em um grande sucesso com grandes investidores e com isso tenta passar a perna no Mark. Mark acredita que Eduardo não está tão ligado ao projeto quando resolve aceitar o estágio e não ir para a Califórnia com ele. Eduardo só descobre ao fim que nos papeis ele nem tem mais participação no Facebook por assinar alguns documentos sem ler.
Ao final de tudo isso todo mundo vai para justiça, cada um querendo sua parte . Os Winklevoss por dizer que Mark roubou seu projeto, Eduardo também por querer seus direitos no Facebook que foi tomado por Mark e o próprio Mark se defender dizendo que não era nada daquilo. Ao fim nem tudo fica claro, quem ganha e quem perde. Mais dá pra ter uma ideia. Ah! Para aqueles que não gostam de ler o livro, o filme é digno do livro, tá aprovado para assistir.


Nenhum comentário:

Postar um comentário