Livro 97: Todo o tempo do mundo de Mauricio Gomyde

By 17:17


Titulo: Todo o tempo do mundo
Editora: Astral Cultural
Páginas: 352
Ano: 2018
Classificação: Ficção brasileira

Sinopse: Meu nome é Vitor Pickett. Eu viajo no tempo. Ok, você já leu muitas histórias assim, mas garanto que todas não passam disto mesmo: histórias. No meu caso, por inacreditável que pareça, é tudo verdade. Eu REALMENTE viajo no tempo. As viagens duram segundos, minutos ou, no máximo, poucas horas. Se fico insanamente feliz, volto ao passado; se absurdamente triste, vou para o futuro. Isso me criou tantos problemas, que a única saída foi me isolar num canto do mundo e passar meus dias tentando nunca mais ser feliz nem triste. A causa? Amanda. Por que eu? Não sei. Um dia vai acabar? Não faço ideia. Mas hoje de manhã chegou um convite. E acho que finalmente poderei descobrir se o que me acontece é dádiva ou maldição...


" Felicidade é ... matemática pura: um nobre objetivo de vida, mais momentos memoráveis, mais saúde; multiplicamos o resultado por viajar o mundo e dividimos as conquistas com amigos de verdade. O resultado a gente eleva ao quadrado. "

Opinião: Ainda obcecada sobre a diferença de leitura de todos os livros que Mauricio já escreveu, " Todo o tempo do mundo " me parece um livro muito mais trabalhado e maduro.

Algumas coisas nesse livro ainda tem o feeling do Mauricio, capítulos curtos, frases clichês nas páginas em destaque, muita ação e um final emocionante. Porém muito mais maduro, trabalhado, com o dobro de páginas do costume e com um assunto bem diferente dos que eu já li por ai.
O livro conta a história de Vitor Pickett, um cara que se apaixona bem no inicio do livro por Amanda, e ela vira a chave principal da historia. Ela é a resposta das soluções  e problemas do Vitor. Desde que eles se beijaram na festa de formatura, Vitor pode presenciar o passado e o futuro com uma viagem no tempo. E a Amanda é o motivo de tudo acontecer. 
Por muitos anos Vitor teve que lidar com um relógio no pulso para monitorar seus batimentos cardíacos, que eram inteiramente influenciados pelos seus sentimentos. Se ele ficasse feliz voltava ao passado, se ele ficasse triste, ia para o futuro.


" A felicidade só gruda na pele de quem aposta todas as fichas em algo que não pode ser nada menos que perfeito."

As viagens podiam durar de segundos a dias, e ele nunca voltava ao mesmo tempo duas vezes, cada acontecimento era único. Apenas uma pessoa soube desse segredo, por isso Vitor prefere se isolar do mundo, evitando a felicidade e a tristeza.
Vitor está tranquilamente vivendo em sua vinicola, sendo produtor de espumantes, e tudo está no controle até ele receber um convite para rever seus antigos colegas.
A história é contada pelos dois principais personagens, em alguns momentos vivemos o personagem Vitor e em alguns outros, lidamos com os sentimentos de Amanda.
Amanda foi para o Quênia logo depois da Formatura, e eles nunca mais se viram, todos achavam que ela estava morta, devido a noticias que haviam saído. Amanda é casada com um controlador que sempre perde a cabeça ao beber.
Tudo muda na formatura, quando ele vê que a Amanda está viva e que ainda existe uma chance para ficarem juntos. E nesse momento que ele mais viaja no tempo, estar perto de Amanda fazia ele ir e voltar em inúmeros momentos. Quanto mais próximos eles ficam, mais coisas estranhas acontecem, e esse foi o melhor momento do livro, você simplesmente não quer parar.


" O melhor lugar do mundo é aquele em que você está neste momento. O importante é o aqui e o agora."

Todas essas voltas que ele dava no tempo, fazia com que ele refletisse se isso era uma dadivá ou maldição. E isso fazia com que ele sempre procurasse a resposta que pra ele serviria para a vida: O que é a felicidade genuína?
E é no barulho confusão e desordem que é a vida de Amanda, que Vitor vai descobrindo o que é a felicidade, e qual o verdadeiro sentido de tudo. 
O que nos resta saber é se eles vão conseguir ficar juntos com ele guardando esse segredo de Amanda. 
O livro me deixou com gostinho de quero mais, como sempre com um final inesperado. Esse livro me fez parar pra pensar que se realmente eu voltasse ao passado ou fosse ao futuro, se eu mudaria algo, se ás vezes o jeito que está, não é apenas o jeito certo, se mudar as coisas podem transformá-las em coisas boas ou não.



Quem ai já leu o livro o que achou? Deixe aqui nos comentários
 Logo tem vídeo lá no canal! Não deixem de conferir!

Assuntos relacionados:

2 comentários

  1. Já li Surpreendente e amei, agora vou ler Todo o Tempo do Mundo :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh já li também! Mas esse tá incrível! Tô apaixonada!

      Excluir