quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Minha Wish List Dreams dos livros!


Quem não tem um monte de livros que nem leu ainda, e mesmo assim sonha com todos os outros que não deu para comprar ainda?
Foi pensando nisso que resolvi fazer esse post. Eu tenho um zilhão de livros que ainda queria comprar, mas acabo priorizando os que mais quero, e esses foram os noves livros lançamentos, ou que li em ebook mas queria o físico, ou que ainda não conseguir adquirir.

Uma pergunta por dia: Todos os dias criamos uma imensa quantidade de registros em celulares, redes sociais e aplicativos. No entanto, quase nunca temos o hábito de retornar a eles. Às vezes podem parecer só besteiras, mas quantos desses relatos não mostrariam nosso crescimento e nossas mudanças em todos esses anos?
Uma pergunta por dia convida você a registrar suas respostas a uma variedade de questões, das mais simples às mais complicadas, como “Para onde você quer fazer sua próxima viagem?” ou “Escreva a primeira linha da sua autobiografia”. Em cada página há espaço para cinco respostas, uma por ano, ao longo de cinco anos. Com o passar do tempo, quando voltar a um dia já anotado, o dono do diário encontrará seus pensamentos anteriores, num exercício divertido e construtivo de recordar e refletir.
Depois das primeiras páginas fi ca impossível parar, e as possibilidades são infinitas: comece agora mesmo, não importa que dia é hoje; responda sozinho, com o melhor amigo ou com um grupo inteiro de amigos; um casal pode registrar junto suas respostas, cada um em seu livro ou num livro só. Respondendo, relendo, guardando para si ou compartilhando, a brincadeira funciona como uma verdadeira cápsula do tempo – termine um ano, inicie outro e redescubra a cada página um novo eu.

E se for você?: Cal Logan e Nicole Bentley eram melhores amigos quando crianças, mas tudo mudou no ensino médio, depois que ela se enturmou com o pessoal mais popular da escola e passou a ignorá-lo. Eles se formaram e Cal foi estudar em Crenshaw, perto de Nova York, enquanto Nicole entrou em Harvard, realizando o grande sonho de seu pai. 
Quando Cal vai passar as férias de verão em sua cidade natal, fica surpreso em saber que ninguém mais teve notícias dela desde que se mudaram, há mais de um ano.
Assim que as aulas na universidade recomeçam, ele cruza no campus com uma garota que é idêntica a Nicole, mas que se chama Nyelle Preston e tem uma personalidade completamente diferente: Nicole era tímida e insegura, enquanto Nyelle é impulsiva, ousada e só quer aproveitar a vida.
Enquanto tenta desvendar os segredos de Nyelle – afinal, ela é ou não Nicole? – Cal viverá com ela momentos inesquecíveis e apaixonantes, que aos poucos farão com que ele perceba que a identidade daquela garota misteriosa é o que menos importa.
Com uma narrativa envolvente e poética, Rebecca Donovan cria personagens cativantes que despertam diversos questionamentos e emoções: e se pudéssemos mudar de rumo? E, se nos permitíssemos apenas aproveitar o momento? E, se o amor for algo bem mais simples do que imaginamos?

Depois a louca sou eu: Em Depois a louca sou eu, Tati Bernardi escreve sobre a ansiedade com um estilo escrachado, ágil, inteligente e confessional. As crises de pânico, a mania de organização, os remédios tarja-preta e os efeitos da ansiedade em sua vida aparecem sob o filtro de uma cabeça fervilhante de pensamentos, mãos trêmulas, falta de ar e, sobretudo, humor. Tati consegue falar de um tema complicado, provocar gargalhadas e ainda manter o pacto de seriedade com o leitor. A capacidade de rir de si mesma confere a tudo isso distância, graça e humanidade. Depois a louca sou eu é a entrada em cena de uma escritora que ombreia com os melhores da nova literatura brasileira.

A probabilidade estatística do amor a primeira vista: Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Super desapegada: Raquel faz o maior sucesso na internet. Seu blog “Super Desapegada” motiva mulheres a se valorizarem e prega a autoestima sem a presença constante e essencial de um companheiro. Mas fora da web, Raquel não é tão descolada assim... Ela sempre teve um amor platônico por seu melhor amigo de infância, Alan. Mas no aniversário de 30 anos de Raquel, ela descobre que ele está noivo de Bianca, a irmã caçula de seu rival nos tempos de escola, Eric. Para conseguir acabar com o casamento, e conquistar de vez seu grande amor, Raquel precisa se aliar ao sarcástico Eric. Mas logo ela começa a perceber que a união pode render muito mais do que ela imaginava e a aprender que para praticar o tão estimado “desapego” é preciso abrir seu coração para novas experiências... e quem sabe para um novo amor.

Três coisas sobre você: Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.

Essa luz tão brilhante: O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido.
Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.

Tá gravando e agora?: Ela está de volta. Depois do seu primeiro livro, Muito Mais que 5inco Minutos, Kéfera Buchmann publica Tá gravando. E agora?, novamente pela Editora Paralela. Nele a youtuber mais conhecida do Brasil conta como seu canal, 5incominutos, surgiu, revelando detalhes até então inéditos. Kéfera relembra como foi gravar o primeiro vídeo, as inseguranças que surgiram e como ela conseguiu superar os obstáculos para, aos poucos, ir conquistando milhões de fãs. Ela ainda tenta responder a pergunta que mais ouve dos seus seguidores: "Como eu faço para fazer o meu canal de Youtube dar certo?". Não, não existe uma fórmula mágica, mas Kéfera dá várias dicas úteis que podem ajudar os aprendizes de youtuber. Muitas das dicas servem não só para quem quer brilhar na internet. Kéfera fala de como melhorar sua criatividade de maneira geral na vida, sugerindo até exercícios para isso. De bônus, Tá gravando. E agora? traz depoimentos emocionantes de kélovers (como os fãs dela são conhecidos), que contam como Kéfera influenciou suas vidas.

Pó de lua nas noites em claro: Quando a noite fica mais escura e as ruas se calam, a maior parte das pessoas dorme e sonha. Algumas, porém, preferem o silêncio para sonhar acordadas. Clarice Freire, autora do best-seller Pó de lua, faz parte desse grupo. É nessa hora que costuma criar suas poesias e seus desenhos. Em seu segundo livro, Pó de lua nas noites em claro, ela vira a madrugada ao avesso em palavras e imagens, dedicando uma hora a cada capítulo, da meia-noite ao amanhecer. Além dos versos que conquistam o público desde 2013, quando foi criada a página Pó de lua no Facebook, Clarice alterna passagens em prosa e poesia, acompanhando sua personagem durante um longo e mágico passeio pela cidade quase deserta.
Com um humor delicado e muita sensibilidade, a autora desvenda a angústia e a alegria daqueles que preferem a noite ao dia. Sua personagem insone se rende ao desejo de sair da cama e andar pelas ruas em busca de si mesma. Descobre que não está sozinha. Os sentimentos e as lembranças ganham vida, e ela esbarra em personagens como um homem que vaga por viadutos, um vigia noturno e até um misterioso carteiro que lhe entrega correspondências às três da manhã. Com lápis de cor e tinta nanquim, Clarice ilumina a escuridão e continua fiel à missão de Pó de lua: diminuir a gravidade das coisas.

Qual livros vocês ainda morrem para ter? 

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Frases do livro: A menina que colecionava borboletas.


" Com quase 20 anos, entendi que é um erro se anular tanto por alguma coisa, seja para fazer parte de um grupo social, conquistar o coração de alguém, seja simplesmente para ser promovido no trabalho." 

" Agir de acordo com as expectativas alheias o tempo todo é mais ou menos como não fazer nada. E se for para não fazer nada, convenhamos, é melhor ficar no sofá o final de semana inteiro assistindo sua série preferida e comendo besteiras, concorda?" 

" Amadurecer tem um pouco a ver com usar experiências passadas para não cometer novos erros, por isso, tudo bem desenterrar o passado só pra ter certeza de que a raiz é forte e que esse vento uma hora ou outra vai passar. As estações mudam, independente do lugar do mundo que você está." 

" Quando algo que gostamos está sempre a nossa disposição, acabamos nos acostumando com isso e por comodidade, esquecemos de demonstrar o quanto aquilo é importante e tomar o cuidado necessário. A desvantagem de ser assim, tão distraída, é que só nos damos conta, quando nos damos conta, que algo era importante no momento em que o perdemos de vez. Isso vale para objetos, mas também para momentos e pessoas importantes." 

" A verdade é que as coisas nunca serão como antes"

"- Onde você guardou o amor?- Acho que eu deixei no caminho.
- Então volte.
- E se eu me perder?
- Você não iria muito longe sem ele."

"- Por que é tão mais simples para as outras pessoas.
- É simples porque não é com você."

"- O que isso tem a ver com a paz, garota?
- A última vez que eu a vi, estava escondida num olhar."

" Se a vida fosse um ônibus, eu diria que somos todos passageiros. Alguns descem mais cedo. Outros nos fazem querer mudar de lugar." 

" Queria ter te explicado que meu silêncio não era desinteresse ou um daqueles joguinhos idiotas de conquista que ensinam nos filmes; meu silêncio era por não saber explicar o que estava acontecendo dentro de mim e, principalmente, por não ter certeza se era hora de dizer." 

" Você era o culpado das minhas olheiras, dos mais terríveis pesadelos que tive durante as madrugadas de inverno, mas também o motivo do meu sorriso e dono da pouca vontade que me restava e que me fazia sair de casa. Desperdicei minha melhor maquiagem." 

" Certa vez me disseram que eu sou muito fechada. Era alguém importante e que me conhecia bastante, como pouquíssimas pessoas no mundo, eu diria, então considerei o comentário e coloquei na cabeça que eu precisava dar mais espaço para as pessoas na minha vida. Não estou falando profissionalmente, porque existe essa diferença pra mim. Dar mais espaço significava confiar. Contar meus medos e segredos. Ser um pouco menos durona. Baixar a guarda, mesmo que só nos finais de semana e dias de sol. Me tornar assim, um pouquinho vulnerável. Correr o risco de quebrar a cara depois. Oh, céus, quem me fez usar esse escudo? " 

" Meu coração não é de plástico. Ele não desmonta como me convém." 

" Decepções em geral nos fazem pensar sobre a maneira que levamos a vida." 

" Eu me conheço muito mais do que no momento em que conheci você!" 

" Eu estava me apaixonando perdidamente por alguém que nunca existiu de verdade. Tudo era fruto da minha fértil imaginação. você ate deixava sinais, mas eu só enxergava o que anestesiava meu coração." 

"- É tolice.
- Eu sei que é, mas está me matando por dentro. Cada dia sinto uma dor diferente." 

" - A ressaca do amor nunca dura para sempre. Não é como nos filmes, sabe? " 

" - Posso te contar uma coisa? A pessoa certa não existe. Todas as pessoas são um pouco erradas. Só depende do seu ponto de vista."

" No fim, não importa onde seu corpo vive. Seus pensamentos é que sempre serão sua casa." 

" O amor da sua vida é aquele cara que chega e simplesmente fica. Ele." 

" Amar dói. Cada partezinha do corpo. Como se existisse mais de um coração batendo ali dentro. " 

" E amar é o maior desafio que nós enfrentamos enquanto humanos, nesse mundo." 

" O amor não gosta de contratos" 

" Se tentar, vai ver que é impossível obrigar alguém a entender e aceitar um sentimento. Também, se despedaçado, não volta jamais a ser como antes. As feridas não cicatrizam, elas param de doer. Mas as marcas ficam lá. Como queimaduras que jamais deixaram de despertar lembranças ruins." 

" Promessas não garantem um final feliz, pleno e definitivo. " 

" A felicidade logo se acostuma com o espaço que sempre teve." 

" Não existem regras para o amor. Ele nunca acontece duas vezes do mesmo jeito. Então, quando finalmente parei de te encaixar no meu passado, compreendi que você combina mesmo é com meu presente. Tempo em que não por acaso, vivo atualmente. Ao seu lado." 

" Agora bateu um medo imenso de estragar tudo. Uma insegurança que não sinto há séculos."

" Queria que você estivesse aqui. Não só para me esquentar, mas para me dizer que vai ficar tudo bem." 

" Ao contrário do que dizem, o amor não tira o chão dos nossos pés. Ele nos ensina a voar mais alto." 

" Não existe certo ou errado. O melhor caminho é sempre aquele que te faz olhar ao redor e perceber os pequenos detalhes. " 

" Certa vez me disseram que eu era boa demais para você. Colocaram meu amor a leilão e apostaram que logo apareceria alguém melhor. Um cara que realmente se importasse ao invés de alguém que fica semanas sem telefonar e manda uma mensagem no meio da madrugada, dias depois do último encontro, dizendo que está com saudade. Como se essa palavra fosse a senha do meu coração. " 

" Os fantasmas mais assustadores são àqueles que nós mesmos criamos." 

" Eu não quero te consertar. Nunca quis. Quero é provar que podemos ser exatamente assim, cheios de defeitos e sem nenhuma garantia. Invisíveis para o resto mundo, mas o suficiente um para o outro." 

" Aprendeu que quanto maior o espaço que deixam na gente, maior a chance de aparecer alguém que se encaixe perfeitamente ali. Afinal de contas, a vida não para por ninguém. Ainda bem!" 

" Um ciclo termina quando paramos de chamar o começo de começo. Quando aceitamos o presente e aprendemos a respeitar o final. " 

" Olho nos teus olhos e você desvia. Seguro sua mão e você logo solta sem perceber. Te abraço forte e você só me cumprimenta. Te convido e você desmarca. Logo depois reclama da rotina. Te ligo antes de dormir e você não diz quase nada. Coloco nossa música para tocar num sábado à noite, lá em casa, e você nem percebe. Fico horas aprontando na frente do espelho, espalho tudo em cima da cama, e você se atrasa por puro esquecimento. Te dou de bandeja meu futuro e você ainda se engasga com seu maldito passado. Vou de táxi, metrô e pensamento. Corro contra o tempo e você fecha os olhos, disfarçando, para ele passar sempre um pouquinho mais rápido. O porta retrato continua virado. Decorei suas pintas e você não sabe nem o número do meu celular. Não é bem uma novidade, mas meus melhores amigos te detestam. Nem me importo. Melhor mesmo é sentir seu perfume. O gosto doce da sua boca. Coloco meus braços na sua cintura e fingir que acredito que você ainda se importa." 

" É você. E não tem cura" 

" Mas juro, eu infelizmente não consigo competir com o seu passado e essas lembranças loucas que você alimenta como se fossem de estimação. Também não quero ocupar um espaço no futuro que não é meu. Você tem que me querer lá, entende?"

" Na verdade, meu amor, eu te amo com o meu corpo todo. Cada átomo aqui agora é propriedade sua. E mesmo tendo lá minhas loucuras, é com você que eu quero abrir e fechar os meus olhos todas as noites. É para você que eu quero contar minhas conquistas e minhas angustias. Dividir meus pesadelos e os meus sonhos. Dessa vez, eu juro, não vou precisar de perder para perceber isso." 

" São tantas camadas que eu nem sei se ainda tenho um coração de verdade. Tipo as estrelas. Ainda brilham, mas podem já nem existir. Eu ainda sinto." 

" Acho que gosto de você por você não ter gostado logo de cara de mim." 

" No final das contas, as pessoas só enxergam o que querem enxergar." 

" - Você sempre se referiu a gente como se nós fossemos acabar uma hora ou outra.
- Eu estava errado?
- Mas naquela época, não tinha como saber.
- É que eu não acredito em pra sempre.
- Eu acreditava." 

" A vida se trata justamente disso. Precisamos abrir mão de coisas e pessoas para que as lições sejam compreendidas e nós finalmente possamos crescer." 

" As letras miúdas diziam que a felicidade é uma questão de ponto de vista, mas eu não sei direito se consigo alcançar." 

" Quando passamos a ser independente,nossos,sonhos se tornam uma bússola,e vamos descobrindo aos pouquinhos para que lado fica a tal felicidade"

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

30° Livro: A menina que colecionava borboletas


Titulo: A menina que colecionava borboletas
Autora: Bruna Vieira
Ano: 2014
Editora: Gutenberg
Páginas: 152
Classificação: Literatura Juvenil , Crônica
Frases do livro

Sinopse do fundo do livro:Bruna Vieira está cada vez mais longe dos quinze, e sabe que crescer nunca é tão simples. Considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo, mais uma vez ela dá vazão ao seu talento como escritora com este seu novo livro de crônicas e pensamentos, em que mostra o quanto amadurecer e conquistar a independência é maravilhoso, mas tem seus desafios e poréns. A garota do interior que usa batom vermelho e que realizou seus maiores sonhos continua inspirando adolescentes de todo o país. Para ela, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que colecionou dentro do peito por algum tempo e que agora, finalmente, pode deixar que voem livres por aí.
sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Meu amor por óculos!

Essa semana parei para arrumar minhas coisas do quarto e descobrir que tenho criado um amor por óculos, e cada vez que eu passo em alguma loja, sempre dou a louca para comprar mais um. Então fui contar quantos deles tenho no total, e descobrir que a louca aqui tem 6!!!! kkkk
Tinha sete mas essa semana acabei vendendo um Oakley novo que eu tinha.


Então resolvi falar um pouco mais sobre eles:


Tenho três óculos de grau:
Esse branquinho foi meu primeiro óculos de grau, da marca Planet Girls, queria algo mais sério, não estava acostumada ainda com ele.


Logo depois comprei esse aviador, não lembro a marca, que vem com quatro pernas diferentes e você pode trocar de acordo a roupa. Mas eu acabei enjoando dele muito rápido.


Esse azulzinho com a perna lilás da Emporio Glasses, foi o meu best ever louca da vez, assim que vi o óculos na vitrine sabia que ele tinha que ser meu e não pensei duas vezes. Eu que fazia briga para não sair com um óculos de grau pendurado na cara, hoje, não vivo sem ele, morro de ciúmes inclusive. Todo lugar que chego, as pessoas me perguntam onde comprei que são lindos! 
E mais três óculos escuros:

O Rayban que foi presente do meu namorado há alguns anos, que eu amo de paixão, ele se encaixa a qualquer look e momento.


O Michael Kors, esse redondão, que achei super chic. Comprei no Outlet Premium em Salvador.


O estilo gatinha que ganhei da The Vintage Closet esse ano.

Sabe que tipo de óculos combina com você?


Meu rosto fica entre o quadrado e o triangular, mas no fim se encaixa aos dois, o que me faz ter mais modelos que se encaixem ao meu rosto!
Isso faz com que eu tenha uma infinidades de óculos para minha lista de comprar! Ebaaaaaa! Quer saber quais são?

A Empório Glasses tem vários óculos tanto de grau como escuro, e como já tenho um, posso garantir que além de confortável, é muito resistente (eu sou selo de qualidade para resistência!kk), preço muito acessível e cada um lindo!

Descobrir a loja Ocularium Ótica, que tem uma infinidade de óculos, vários modelos e cores! Deu para ver que eu fiquei tão doidinha que era para escolher uns cinco óculos e cheguei aqui com uma infinidade! Queria todoooos os óculos!

Alguém tem mais algum óculos mega lindo para mostrar? Deixe aqui nos comentários!



quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Seminário da família com o Pastor Cláudio Duarte em Feira de Santana



Dia 12 de agosto teve aqui na minha cidade o Seminário da família do Pastor Claudio Duarte! Vocês viram que eu publiquei lá no insta não foi?
Conheci o pastor depois que alguém compartilhou alguns vídeos dele no Facebook.
Então durante algumas semanas, eu sentava a noite com meus pais e riamos muito vendo os vídeos dele no youtube.
Sempre quis levar meus pais para assistir o pastor. Porém Deus resolveu levar meu pai antes de todos os nossos planos serem realizados.
Quando surgiu a oportunidade dele vir aqui na minha cidade, não pensei duas vezes e aproveitei a oportunidade para tirar minha mãe de casa e faz ela ir.
O pastor Claudio Duarte, 45 anos, é casado há 22 anos e pai de dois filhos, membro da Igreja Batista Monte Horebe, no Rio de Janeiro, e há sete anos ministra em conferências para casais em eventos evangélicos. 
O pastor Claudio Duarte, conhecido por seu trabalho de aconselhamento matrimonial e por não manter papas na língua para falar sobre sexualidade no casamento, atraiu novos holofotes para seu estilo direto e objetivo ao falar sobre visitas a motéis, fantasias sexuais e pornografia.
Quando o pastor vai tratar dos tema, expõe a própria vida, dá margem para as pessoas, os fiéis, pensarem no procedimento dele, como ele age. Se o pastor tratar de um assunto sobre família voltado para sexualidade, as pessoas acham que ele está falando de suas opções sexuais e não de seus posicionamentos no que diz respeito à Bíblia.
Não tem como explicar sobre a opinião e coisas que são ditas no seminário, então para quem nunca foi ou nunca assistiu seus vídeos, decidir colocar alguns aqui, sobre o assunto que foi colocado no seminário que eu fui.



Minha mãe adorou o seminário, valeu cada centavo que foi pago, mesmo a estrutura do evento ter sido precária, e com isso ter dado muito babado e confusão (contei tudo lá no insta!). Mas o seminário em si foi incrível, e foi muito bom ter visto por alguns minutos minha mãe se divertindo. Ah! detalhe.. não é um seminário apenas para evangélicos, apesar de ser  a religião foco, como ele mesmo diz, nos seminários dele vai todo mundo, de toda religião. E isso foi comprovado!  Não deixem de ir, caso tenha oportunidade.
quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Lançamento do livro Mais amor por favor!


Após todo sucesso do primeiro livro " No meio do caminho tinha uma pedra" , o autor Matheus Rocha, reunido com mais três autores, Arthur Aguiar, Frederico Elboni e Ique Carvalho, lança o Muito amor por favor! Genteeeeee! É muito amor mesmo! Porque estou muito louca por esse livro.
O lançamento está previsto para os dias 26 de agosto e 4 de setembro, na Bienal de São Paulo.
O livro foi dividido assim como o livro "Um ano inesquecível", lembram que ele foi por estação? Então esse será por elemento (água, fogo, terra e ar). Reunindo textos que mostram os vários pontos de vista do amor. 

O AMOR É ÁGUA
Arthur Aguiar escreve sobre o amor quando ele é como a água: pode ser agradavelmente quente ou ferir se ficar gelado e rígido. Por vezes é tempestade, por vezes, calmaria. Mas quando é fluido, torna-se profundo e amolda-se a tudo.

O AMOR É AR
Frederico Elboni fala sobre o amor ar, aquele que é leve, que eleva, faz flutuar. Mostra como é amar sem peso, sem amarras. Mesmo quando vem um vendaval, logo volta a ser a brisa, envolvendo os apaixonados com carinho e cuidado. 

O AMOR É FOGO
Ique Carvalho escreve sobre o amor quando ele é fogo, que arde, arrebata, aquece a alma, mas às vezes incendeia até doer. Pode se manter como brasa por muito tempo, aguardando a chance de ser chama de novo, ou até renascer das cinzas

O AMOR É TERRA
Matheus Rocha fala sobre do amor do tipo terra, aquele estável, certo, que traz segurança, mas que pode, de vez em quando, provocar terremotos que abalam estruturas, tiram tudo do lugar e viram a rotina de ponta-cabeça.

Como diria a editora Sextante: Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia..e sempre.


O dia que os autores estarão na bienal:
Livro: Muito Amor, Por Favor (livro com os outros 3 autores)
Data: 02/09 (Sexta-feira)
Horário: 14 hrs
Local: Arena Cultural (palco principal)
Senhas: No site da Bienal de SP, as senhas abrirão dia 08/08 (segunda-feira) às 12 hrs (no site mesmo, tudo online). Corram pois abrirá esse horário e só terão 150 senhas, tem que ser rápido.

Livro: Muito Amor, Por Favor (livro com os outros 3 autores)
Data: 03/09 (Sábado)
Horário: 11 hrs às 13 hrs
Local: Estande Saraiva
Senhas: serão distribuídas 150 senhas apenas no dia do evento

Alguém ai vai para bienal?

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Frases do livro: No meio do caminho tinha um amor


“ Ás vezes me pergunto aonde as nossas diferenças ainda vão nos levar. Mas tenho medo do “nunca mais” ou até mesmo de um “até logo”, de um tempo que possa não ser o suficiente para trazer você de volta.”

“ Sei que, dizendo isso, assim, á queima-roupa, parece que o amor se foi, que não estou bem ou que não quero mais. Mas é o contrário. Quero tudo. Quero muito. Mas não sei se consigo fazer você feliz do jeito que merece.”

“ Que não empresto as minhas asas quando você quer voar. Sinto que me transformei em um peso que impede você de alcançar as nuvens.”

“ Talvez o amor seja a loucura de não saber se você faz o outro feliz, mesmo quando essa é sua maior vontade.”

“ Ainda que existam outros sete bilhões de pessoas no mundo, escolhi estar aqui.”

“ Quero mais você. Quero mais a gente. Quero mais dias de felicidade.”

“ Eu te quero bem, te quero pra mim. Sem fim. Feito rima de poema chinfrim.”

“ Quero escrever que te amo, que não é engano, que não sou piano, mas toco até bolero de Ravel para ter você.”

“ Sabe, custou muito, mas aprendi que o amor não pede desculpa para duas pessoas ficarem juntas.”

“ O medo de que o presente não seja suficiente nos faz prometer coisas como estas, que nunca vamos nos deixar.”

“ Mas é uma lei da física que Newton talvez tenha preferido esconder: o amor acaba. Ou melhor, ele não só acaba. Ele leva consigo tudo aquilo que a gente jurou ter feito para suportar os tsunamis. Os furações. Os terremotos. Afinal, ninguém constrói uma casa esperando que ele venha ao chão. Ninguém escolhe estar com alguém pensando num prazo de validade. Num adeus sem até logo. Num sonoro, doloroso, mas necessário, “Segue seu rumo, vou seguir o meu.”

“ Saio dessa relação com a consciência tranquila de que fiz o que pude. Dei o meu melhor. O resto são as histórias que a gente vai contar por ai. Ou fingir esquecer.”

“ Não adianta ficar tentando coisas novas porque ainda somos os mesmos. Já decorei a lista de promessas que fizemos um ao outro, em vão. Estão todas guardadas na gaveta, varridas para debaixo do tapete imaginário que esconde as marcas deixadas nos dias.”

“ Vamos guardar na memória as partes que sorrimos.”

“Já ouviu falar de dejá-foi? É quando a gente simplesmente enche o saco. Dá no pé. Entende que finalmente chegou ao fim.”

“ Ainda bem que existem diversos livros inéditos esperando para serem lidos. Não vamos persistir mais nesse.”

“ A verdade é que quando alguma coisa desanda, quando sai dos trilhos, não dá certo, a primeira coisa que a gente para pra pensar é: onde foi que eu errei?”

“ Algumas coisas são mais sensíveis que cristal, se é que isso é possível. Quando quebram, se espatifam em um bilhão de micropartículas.”

“ Diante desse nosso final inegável, quero dizer que tentei de tudo. Fiz de tudo que estava ao meu alcance. Ou melhor, fui além. Já nem lembro mais em que momento da nossa história deixei de ter um limite. Uma barreira. Uma demarcação que dissesse que dali em diante não iria mais, não daria nem mais um passo.”

“ Agora vá é, por tudo o que a gente viveu, não olhe para trás. Siga seu rumo, siga sua sombra, siga em frente. Mas sem mim. Sem a escolta da nossa amizade, sem o porto seguro para onde você corria sempre que o chão ameaçava ruir.”

“ Me tornei aquele tipo de gente que a gente odiava, lembra? Aquele tipo sem memória, que esquece de ligar no dia seguinte, que não manda mensagem de texto, que não curte uma foto, que não responde recado, que manda indireta, que está sempre ocupado. Me tornei tudo aquilo que eu mais odiava porque, assim como eu, você também se tornou tudo aquilo que eu menos esperava.”

“ É que a gente cansa, entende? A gente enche o saco de ficar correndo atrás de quem não faz a menos questão da nossa presença.”

“ Eu estou indo embora. Indo embora de uma história que teria tudo pra ser bela se os atores fossem menos egoístas e os nossos corações, menos necessitados.”

“ Pelo menos, é isso o que todo mundo anda me dizendo. Que você não me merecia. Que você vai sofrer mais que eu.”

“ Acho que a gente deixou de andar para a frente quando percebi que estar com você era como andar de costas.”

“ Escrevi até onde deu a minha parte na sua história.”

“ Acredito que seja impossível perdoar uma traição, porque só a palavra já pesa mais do que posso suportar. As ações me envenenam.”

“ O nosso amor foi tão doce que talvez você tenha enjoado a ponto de procurar outro sabor mais salgado.”

“ Não deu. Já não dá. Só quero agora que você siga adiante. Toque seu barco. Para sumir da minha estrada. Procure outras formas de diversão que não incluam usar meu coração como passatempo.”

“ A traição é, para mim, o pior dos atos. A gente doa carinho, atenção, empresta amor e recebe um cuspe no meio da cara. É essa a sensação que eu tive. Você escarrou nos meus sentimentos. Mas eu vou limpar, não tem problema.”

“ Porque desculpas, amigo, só deixam em paz quem feriu. Nenhuma ferida cicatriza sem deixar sequer uma marca, por menor que seja, depois de uma palavra de arrependimento. Diminui o peso, muda as coisas de lugar, mas não apaga nada. A verdade é essa.”

“ Engana-se quem pensa que felicidade é lugar a se chegar. Felicidade é o caminho. Quero apenas seguir o meu.”

“ Ao contrário do Cazuza, mentiras, ainda que sinceras, não me interessam nem um pouco. Preciso adiantar. Gosto de tudo ás claras. Transparente, se for possível. Gosto de jogar com as cartas na mesa, sem trunfos, blefes ou seduções baratas na manga.”

“ As duas maiores provas de amor que você pode oferecer a alguém são o carinho e o cuidado. Porque dizer que ama, meu amigo, é muito fácil. “ Eu te amo” são três palavras indolores que, na encenação de vários atores, soam como as verdades de Shakespeare.”

“ Te amei como eu nem sabia que era capaz. Me entreguei como nunca havia pensado em fazer antes. Para ser sincero, sempre condenei quem se jogava de cabeça num relacionamento. Quem perdia o chão, o rumo, por alguém. Quem resumia a vida ao namoro. Àquele momento. E quebrei a cara. Só para variar.”

“ Num mundo de estátuas de sal em que vivemos, ainda queremos um único alguém para cuidar. Para amar. Somos únicos.”

“ Eu mostrei para alguém o que é ser gostado no real sentido da palavra.”

“ Difícil ter paciência quando a sua cabeça não consegue ser nada além de um trem desenfreado. A ansiedade é a pior das pragas. Aprendi isso na prática.”

“ Custou muito aprender que eu também tenho vontade. Eu também posso não querer. Eu também posso não sentir, não estar a fim, não estar disponível, não estar com vontade. Eu também posso, sei lá, não gostar de volta.”

“ Uma das coisas mais importantes que aprendi com a vida foi a ter vontade própria para não querer as coisas. E o melhor de tudo: isso não é ridículo. É, pelo contrário, uma das lições mais vitais que alguém pode ensinar. E se a gente está aqui é para aprender, não é mesmo?”

“ Guardamos tudo em segredo, mas postamos fotos com lindas paisagens, ângulos nunca antes vistos e frases de superação bonitas. Tudo porque somos obrigados a dizer as verdades nas entrelinhas.”

“ Precisamos merecer para ter. Precisamos suar a camisa como marca do esforço em prol daquilo com que tanto sonhamos.”

“ Por isso dizem tanto que nada vem de graça. Realmente, nunca vem. E ás vezes é mais difícil porque a única coisa que nós fazemos é esperar que dê certo. Esperar cair do céu. Acontecer.”

“ Meu amigo, a tarefa de fazer dar certo é sua. Ninguém além de você mesmo, precisa arregaçar as mangas e partir para luta. Para a batalha. Para a busca incansável por seus objetivos. A obrigação de fazê-lo feliz é sua. Não transfira essa responsabilidade para mais ninguém.”

“ Hoje percebi que estar sozinho não é uma necessidade, mas uma opção, uma escolha. Não quero alguém do meu lado para servir de ostentação. Prefiro ir ao cinema desacompanhado a ter ao meu lado alguém que nem seqUer rir das piadas do filme. Ou não se assusta em uma cena de suspense. Não gosta de Friends, Grey’s Anatomy ou, sei lá CSI.”

“ Decidi uma coisa: ou a pessoa me acelera o coração, ou acelera o passo. Passa fora. Dá no pé. Rala peito. Porque, se não for para ser assim, prefiro que nem seja. Ilusão por ilusão, prefiro as de ficção. Chega de amores platônicos. Chega de encontros vãos. Eu mereço alguém de verdade, ainda que demore. Não tenho mais pressa. Só peço que valha a pena a espera. De resto, tudo bem.”

“ Preciso crescer, é isso. Um crescer tão maduro que não dependa mais de uma metade da laranja ou que pelo menos não precise mais procurar em pomar nenhum essas coisas que a gente encontra nas prateleiras dos supermercados de bandeja. Aqui, onde o faz de conta não tem vez, os vilões são muito mais perigosos, os mocinhos muito menos interessantes e mais cafajestes, as princesas dormem de touca e usam enchimento e, nos bailes reais, o máximo que a gente consegue encontrar são comandas caras, copos cheios e pessoas, ah, pessoas cada vez mais sozinhas.”

“ Jurei pra Deus e pra mim mesmo que tentaria, a qualquer custo, ser feliz. E tenho certeza de que ainda estou tentando. Pelo menos percebo isso sempre que um novo sonho me surge nas horas largas do dia. Sei que o caminho é grande, mas acho que é por isso que ainda estou vivo. Pra me sentir vivo. Pra viver. Pra tentar. De novo e mais uma vez, se ainda for preciso.”

“ Mas você não é “ qualquer alguém”. É um sentimento platônico que eu quis cultivar. Que eu quis ver florescer sem sequer perceber. Sem notar que aquilo crescia em mim com uma força absurda. Que seguia na contramão das chances de ter seus beijos, suas mãos nas minhas, seus olhos fechados encostando em minha pele.”

“ Sabe, amigo, eu achava que sorrir era só uma reação momentânea, coisa de quem ouviu uma piada engraçada que cinco minutos depois deixa de fazer o menor sentido. Mas quando se está apaixonado, topada na quina da mesa é motivo pra gargalhada. Ou pelo menos, é assim que eu finalmente me sinto.

“ Desconfio que amar não seja lembrar o tempo todo. Amar é lembra no momento oportuno. Não é ligar quando ficou preso no trânsito, no barco ou na vida. É ligar quando a vontade pedir. Não é encontrar porque é comodo, é encontrar porque a saudade é incômoda.”

“ Amar é ter tudo, todos, mas sentir falta daquela pessoa. A gente sempre pode conquistar o mundo. A gente pode ganhar rios de dinheiro. A gente pode conhecer lugares novos, pessoas novas, beijos novos, toques novos, caricia novas. A gente pode tanta coisa nesta vida. A gente pode voar, a gente tem o céu com tantas estrelas ainda não vistas. A gente pode tudo, mas sente falta daquela pessoa.”

“ E que sorte a minha ter encontrado você.”

“ Eu te amo” já é pequeno demais perto do que sinto por você”

“ É tão fácil me achar em você.”

“ Carreguei comigo, a vida toda, a teoria de que quando os casais são, de fato, almas gêmeas, a gente consegue olhar para um e enxergar o outro. Fisicamente, talvez, mas principalmente pelo brilho da alma. E eu me vejo em você. E sinto você também como um reflexo meu.”

“ Me sinto em casa nos seus braços. É como se eu tivesse esperado a vida toda pra morar neles. Como se o mundo, literalmente parasse de girar. E só existissem os nossos corpos. Aquele momento.”

“ Agradeço a Deus, todos os dias, de joelhos, pela nossa união. Peço a ele que me deixe ser capaz de fazer você feliz. Imploro que nenhuma inveja, mau-olhado ou agouro seja forte o suficiente para sequer tentar nos afastar.”

“ Sua voz me diz sempre que sou um oceano. Mas respondo, assim, baixinho, como quem fala ao seu ouvido, que vamos mergulhar juntos, sempre e cada vez mais, em buscar da nossa felicidade nesse infinito mar de amor.”

“ Ainda temos muitas águas para desbravar, mas se me der o prazer da sua companhia, ficará muito mais fácil remar.”

“ Ás vezes a gente caminha na vida buscando um abraço quentinho para terminar a noite depois de um dia inteiro que parecia não ter fim. A gente só quer alguém pra morar junto, agarrar, se esconder feito ninho. Dormir em concha, em paz. Alguém que venha e transforme a nossa agitação em calmaria. Alguém que coloque a insônia para dormir contando carneirinhos. Que alise nosso cabelo e assista a nossa respiração.”

“ Eu sempre quis um amor como você. Que veio pra ficar que me dá vontade de ficar. Que transforma minha agitação em calmaria. Que coloca minha insônia para dormir cantando. Que alisa meus cabelos e assiste a minha respiração. Que acalma meu coração.”

“ De todas as coisas mais gostosas que a vida já me proporcionou, você foi a melhor das provas de que eu estive errado durante muito, muito tempo.”

“ Você surgiu para mim quando eu já havia lavado as mãos, entregado os pontos, deixado toda essa ideia de paixão pra lá.”
segunda-feira, 22 de agosto de 2016

29° Livro: No meio do caminho tinha um amor


Titulo: No meio do caminho tinha um amor
Autora: Matheus Rocha
Ano: 2016
Editora: Sextante
Páginas: 175
Classificação: Crônica Brasileira

Sinopse da orelha: De todas as coisas mais gostosas que a vida já me proporcionou, você foi a melhor das provas de que eu estive errado durante muito, muito tempo. É que eu dizia aos quatro ventos, passeando por todos os cantos do mundo, e diante das mais diferentes testemunhas, que o amor existia, mas ele não era pra mim. Tinha certeza absoluta de que nunca esse sentimento puro, forte, intenso e sinestésico iria sorrir pra mim. No máximo, iria acenar de longe, estar no mesmo espaço, cruzar comigo numa dessas avenidas abarrotadas de pessoas, no ônibus, no metrô, no avião, em qualquer canto. Menos dentro do meu abraço.

E aí me veio você do meu abraço. Este livro começa pelo fim – o fim do relacionamento, do encantamento, da paixão. Aos poucos, a dor dá lugar à esperança até que o começo de um novo romance se anuncia. Em 50 textos inspiradores, Matheus Rocha conduz o leitor pelos caminhos tortuosos do amor, abordando o rompimento, a saudade, o medo da entrega, a necessidade de seguir em frente e as dores e delícias de se apaixonar novamente. Aliando um texto sensível a belas ilustrações, No meio do caminho tinha um amor revela todo o ta lento que transformou Matheus Rocha em um fenômeno na internet, onde conta com meio milhão de seguidores em suas diversas redes sociais.


Sinopse do fundo: Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!


Minha opinião: Antes de tudo, postei sobre o lançamento do livro AQUI!. Para começar, vamos falar dessa capa mega linda? Gente além de ser a cara dos textos do autor, toda essa mistura de cores com o titulo em destaque, ficou muito fofo <3. O livro é muito mais do que eu esperava, com pequenos textos e imagens lindas, o livro me encantou do inicio ao fim, e a mesma impressão que tive quando conheci os textos do Matheus ainda na internet, só fez se confirmar ainda mais no livro. Alguns textos parecia que eu tinha explicado a minha vida para o Matheus. O legal do livro é que apesar dele falar muito de amor e relacionamentos, o autor também fala de trabalho, de melancolia, frustração, é uma mistura de todo sentimento cotidiano, outro ponto forte é a explicação que ele dá sobre o livro começar pelo fim, e o fim ser o inicio, é exatamente assim que começam alguns relacionamentos  e projetos de vida. Consegui ler todo o livro em poucos dias, e estou extremamente ansiosa para o segundo livro! Matheus, meu querido, você não quer me dar um exemplar não? kkkkkkkk  - estou no vermelho! kkkkkk



E vocês já adquiriram o livro? O que acharam?
Amanhã tem frases do livro aqui e um pouquinho sobre o Matheus!
Aguardem!

domingo, 21 de agosto de 2016

Novo Cronograma do blog!


Gente o blog tem crescido muito e por isso percebemos que deveríamos criar um cronograma de post, já que estávamos estendendo o assunto para além dos livros!
Então tenho muita coisa boa vindo por ai!
Primeiro que estou me organizando cara-de-paumente (kkk) para começar a falar na frente da câmera, tentar fazer um vídeo a cada quinze dias, inicialmente, tentando mostrar tudo que falei no blog e mais um pouco, então tudo depende da ajuda de vocês também.
Já o cronograma decidimos que seria assim:



Deixei alguns dias livre, para eventos, saídas e coisas que foram acontecendo durante a semana que não tem uma programação fixa!
A Fotografia será um post por mês, com as melhores fotos que tirei.
Viagens será um post de dois em dois meses.
Compras será uma vez no mês ou a cada quinze dias, depende das compras.
Nail art será uma vez no mês, a cada quatro ou cinco livros.
O D.I.Y vai ter muito por aqui junto com as receitas, já que estou programando uma festona de aniversário pro ano que vem, vou guardando e mostrando tudo aqui pra vocês!

E ai gostaram da novidade?
sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Meu segundo amor: Petite Jolie!

Lembra que essa semana falei sobre meu amor por coturnos? e fiz um look bem legal com o coturno da Cravo e Canela?
Pois é, existe uma segunda marca que também sou apaixonada, que é a Petite Jolie. São duas marcas completamente diferente, com estilos diferentes, por isso minha paixão pelas duas. A Petite Jolie, tem um estilo mais romântico e divertido.

"A Petite Jolie surge como uma marca que tem entre suas características fundamentais a versatilidade. Presente no dia-a-dia de suas consumidoras, procura sempre criar sapatos que transmitam não só o bom gosto, mas a lúdica e divertida atmosfera em que circulam as meninas Petite Jolie, suas verdadeiras inspirações."

Então suas últimas coleções tem conquistado meu coração, porque ela tem lançado coturnos e tênis lindos. E eu fiquei babando por cada um.






Eu queria todas as cores de todos os modelos, de tão lindos que eles são. Eu amo as sapatilhas e os coturnos, acho a marca bem criativa no design de cada produto, porque sempre consegue fazer uma peça romântica mais com ar muito divertido.
Vocês já conhecem a marca? o que acham?
quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Look do dia: Meu coturno da Cravo e Canela

Boa tarde, tarde linda!
Olha o que temos hoje:

Depois de uns probleminhas no joelho, tive que descer do salto e voltar para minha antiga paixão, minhas botas e coturnos. Quando eu era pequena, adorava até tênis de cano alto que eu acha parecidas com botinhas, mas minha mãe nem sempre fazia minhas vontades, então apenas me dava uma bota por ano.
Agoraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa depois desse joelho lindo que me deixou na mão, vou ter que fazer um certo estoquezinho de coturnos e botinhas, já que meus saltos serão para momentos que realmente precisem.
Devido a isso, ganhei do meu boyfriend um dos coturnos que sou apaixonada da Cravo e Canela! Perâe..reformulando.. Tem alguma bota que eu não goste de lá? Nãooooooooooooo! rs.
Mas esse coturno já estava na minha Wish list a muito tempo! Então vamos lá? Fiz um look para uma dia que nem faz sol, nem faz frio!






Capote de listra rosa da Hering / Blusa de leopardo da 
Short Jeans da Handara / Short Branco da Calvin Klein
Pulseiras de alguma loja da Praia do Forte.

Eu amo esse estilo de sapatos porque além de deixar o look lindo, é mega confortável, dá para ir na China de pé.
Segundo a marca e com toda certeza: Seu estilo se traduz em uma moda sem esforço, naturalmente confortável e elegante, com uma pegada folk, com elementos urbanos, com influência do rock e detalhes etnicos.
Desde que eu ganhei não tiro do pé! <3 
Já posso escolher os outros?
Tem cada um mais lindo que o outro, e eu quero todos!





Se eu pudesse dar uma nota para os produtos da Cravo e Canela, seria uma dez bem grande! Agora eles vão encher minha prateleira e os posts do blog! ahahahah



segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Viagem: Pé de Serra - Ba


Mais uma cidade para a nossa #tag viagens!
Dessa vez foi bem diferente, inusitado, mais ainda assim foi bom!
Então vou contar como aconteceu.
Uma empresa de Home care da minha cidade, entrou em contato comigo querendo saber se eu tinha interesse em cobrir com eles o evento do forró da mina que aconteceria dia 23 e 25 de junho.
Fiquei com medo, poque não gosto de viajar em são joão, sempre vejo várias reportagens de acidentes por bebidas, e minha preocupação era a volta, já que de festa o povo não sai lá muito bem.
Depois de muito pensar topei ir, o trabalho lá não pagava essas coisas, mas era uma experiência diferente e eu estava pensando no futuro.
Como trabalho eu só teria que como enfermeira, administrar medicação e cuidados mais básicos na galera que estivesse bêbado ou com algum outro problema que aparecesse, nada que eu não soubesse fazer.
Saímos de Feira meio-dia em ponto e chegamos em Pé de Serra em torno de uma e meia da tarde. Como chegamos mais cedo do que o previsto, já que a festa só começava a partir das três, fomos almoçar no restaurante da praça (que não lembro o nome), e depois passeamos pela cidade. Voltamos para a festa, nos maquiamos no stand de make que tinha lá, e fomos arrumar o posto de saúde. Só começamos a trabalhar mesmo em torno de seis da noite, quando começou a aparecer os primeiros bebuns, então ainda deu para assistir um pouco do show!
Vou mostrar todas as fotos que tirei de lá ou que as meninas que estavam comigo tiraram.



A cidade é bem pequena, o atrativo e a serra do leão.



Aquela luizinha lá na serra, é uma cruz que acende todas as noites. Essa foi a empresa que estive trabalhando na festa!





As bandas do dia que eu estava foram:


Espero que tenham gostado de mais essa viagem!

Atualizações do Instagram

SnapWidget · Free Widget